Você conhece os tipos de base existentes no mercado?

Um dos elementos mais importantes para uma make é a base, pois ela garantirá uniformidade e esconderá aquelas pequenas imperfeições.

Se tem algo que amamos é aumentar a nossa lista de produtinhos no nosso kit de maquiagem, mas algumas dúvidas podem nos atrapalhar pelo caminho. Para isso não acontecer quando você for comprar uma base, confira tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Primeiramente, é preciso identificar o tipo de pele no qual a base será aplicada. As peles normais se adaptam às diferentes texturas. Então, a escolha pode ser feita pela funcionalidade da base, durabilidade e o efeito esperado.

No caso das oleosas, prefira cobertura matte, opaca e oil free. Já nas peles mistas, a escolha pode ser feita pelo tipo de cobertura esperado, mas o importante é melhorar a oleosidade da Zona T com um primer antes de passar a base.

As peles secas exigem um cuidado maior, prefira um produto mais hidratante e com opções luminosas. Por fim, as peles maduras pedem por bases leves, finas, com coberturas mais delicadas dão um resultado mais natural, porque as opções mais pesadas marcam as linhas de expressão.

Prontinho. Agora é a hora de conhecer os diversos tipos de base encontrados no mercado e escolher a sua:

  • Base líquida: indicada para pessoas com pele normal ou seca. Boa cobertura e mantém um aspecto leve. Evite se você tem manchas, olheiras, espinhas e marcas de expressão. Durabilidade média.
  • Base cremosa: maior cobertura, disfarçando manchas e linhas de expressão. Durabilidade maior do que a da base líquida. Em pessoas com pele oleosa pode causar espinhas e deixar um aspecto pesado.
  • Bastão: normalmente, é preciso misturar um óleo ou água termal para dilui-la. Durabilidade curta. Evite se você tem pouco tempo disponível, inclusive para retocar, e faz questão de uma cobertura perfeita.
  • BB Cream: ideal para quem não está a fim de uma make completa. O BB Cream une base, hidratante e protetor solar para dar uma cobertura bem leve e sutil. Durabilidade curta. Indicado reaplicar umas três vezes ao longo do dia.
  • Base em pó: cobertura bem sutil e textura de pó compacto. Ideal para quem tem a pele mais oleosa. Durabilidade curta. Evite se você tem pele seca ou pelos no rosto, pois ela deixa resíduos e pode craquelar.
  • Mineral: livre de produtos químicos, o que nutre e trata a pele. Durabilidade curta por ser em pó. Evite se você tem pele seca ou muito marcada por manchas e acnes.
  • Compacta: com alta cobertura. Boa para quem tem pele oleosa, por sua textura seca. Durabilidade curta se o acabamento for muito pesado. Evite se você tem pele seca e quer evitar a piora ou não tem facilidade com a aplicação.
  • Mousse: Uma das bases com melhor cobertura. Durabilidade alta. Evite se você tem pele oleosa, pois ela dá um efeito mais molhado na hora de passar.
  • Cushion: textura aerada, parecida com a do mousse. Cobertura leve e hidratante, boa para peles maduras. Durabilidade baixa. Não recomendada para peles oleosas.

Agora, quando você entrar numa loja de cosméticos, já sabe qual o produto é o ideal para você. Mas não se esqueça de sempre testar a base no rosto e no pescoço, viu? Nada de passar na mão porque os tons normalmente são bem diferentes.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

One thought to “Você conhece os tipos de base existentes no mercado?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *