elevar autoestima

Como elevar a autoestima

Quem nunca ouviu falar de algo como: “ah, fulana não tem amor-próprio” ou então “ela tem baixa estima”. Esses tipos de frases ouvimos a toda hora, não é mesmo? Mas, afinal, como elevar a autoestima e se tornar uma pessoa mais saudável?

Infelizmente, não existe uma fórmula pronta. Tampouco é possível aumentar esse sentimento do dia para a noite. Por isso, para começar, é bom entender o que essa palavrinha que circula por aí realmente significa.

A autoestima é a forma como você se julga. Por essa razão, a autoestima às vezes é positiva e, em outras ocasiões, ela pode ser um pouquinho mais pessimista.

Em casos patológicos, essa sensação pode ser extremamente ruim e de forma constante. Quando isso acontece, o mais indicado é procurar um psicólogo e, dependendo da gravidade, até mesmo um psiquiatra.

Isso porque a autoestima é indispensável para a felicidade humana. Desse modo, a falta dela afeta diversas áreas da vida: social, profissional, familiar, afetiva etc.

A boa notícia, porém, é que para as situações mais amenas de problemas com autoestima, comportamentos simples fazem muita diferença.

São ações como vigiar o pensamento, fazer algo que goste, se culpar menos, entre outras. Quer saber como elevar a autoestima com dicas fáceis? Então acompanhe este post!

Faça atividades físicas

A prática de esportes ou quaisquer exercícios físicos contribuem para liberar endorfinas, substâncias responsáveis pela sensação de alegria e de bem-estar.

Além disso, movimentar o corpo distrai, relaxa e ainda é bom para a saúde. Por tais motivos, o exercício físico é uma excelente ferramenta para cuidar da autoestima.

Nem todo mundo tem habilidade para jogar vôlei ou basquete. A academia está longe de ser uma unanimidade. Mas, certamente, alguma atividade vai combinar com seu estilo.

Para descobrir qual é a que mais tem a ver com você, só experimentando mesmo. Desse modo, pode ser uma caminhada, um alongamento e até mesmo ioga. Aliás, esse hobby de origem indiana tem até posições com foco no desenvolvimento da autoconfiança, além de trabalhar aspectos emocionais.

Aceite seus erros e aprenda com eles

Se você quer mesmo descobrir como elevar a autoestima, deixe de ser tão rigorosa consigo mesma. Isso porque nada pior para se sentir feliz do que o excesso de culpa.

Por esse motivo, é preciso enxergar as falhas e equívocos com mais naturalidade. Afinal, errar é humano, não é mesmo? Além disso, dar umas escorregadas na vida, muitas vezes, é essencial para o processo de crescimento.

Por isso, aceite-se como você é. É preciso se amar mesmo com os defeitos, assim como fazemos com as outras pessoas: pai, mãe, amigas, namorados etc. Dessa maneira, tente encontrar um equilíbrio entre o excesso de autoestima e aquela exigência torturante com você mesma.

Mais um conselho: tente consertar sua forma errada de agir, mas não se deprima por causa dos deslizes. É aquela velha história: perdoe-se, mas aplique esforços para não ficar sempre caindo nos mesmos desacertos.

Foque no tempo presente

Mais uma dica para manter sua autoestima em alto nível é se concentrar em viver no presente. Isso mesmo! O melhor tempo para gente construir algo positivo é o agora.

Afinal, o passado já foi, e ficar presa nele pode deixá-la triste e chateada. Por outro lado, nem tudo que planejamos para o futuro está sob o nosso controle, não é verdade?

Por isso, procure se sentir bem com o fato de que não temos domínio sobre o que vai acontecer lá na frente. Desse modo, pense no que dá para mudar neste instante para ficar de bem com a vida.

Assim, você evita pensamentos ansiosos. Nesse sentido, escute os seus desejos. O que faria você sorrir neste momento?

Tenha atividades por puro prazer

Entre os segredos de como elevar a autoestima está fazer atividades pelo simples prazer que elas proporcionam. Por esse motivo, tente achar algo que realmente a empolgue.

Pode ser dançar, cantar, tocar um instrumento, investir em causas ecológicas e até mesmo passear com seu cão.

Ou então quem sabe um fim de semana na praia ou no campo? Só de se preparar para uma viagem, a gente já fica mais motivada e com melhor humor.

Capriche na make

A maquiagem não pode ser uma estratégia única de como elevar a autoestima. Contudo, não se pode negar que a make tem um efeito instantâneo sobre as mulheres. Se você não se dedicar em outros aspectos, evidentemente, não será um batom que mudará a sua vida.

No entanto, um rímel, um lápis no olho e aquela cor diferente na boca podem valorizar a sua aparência. Dessa forma, você se sente mais bonita. Como resultado, essa percepção sobre si mesma altera a segurança de um jeito incrível.

Além disso, a maquiagem é um ritual. Por isso, na prática, ela é um exercício de autoestima, de cuidado consigo mesma. Sem falar que comprar cosmético sempre dá aquela levantada no astral, não é mesmo?

Portanto, aprender como elevar a autoestima requer paciência, mas não é nada de outro mundo. O que você precisa ter em mente é que se trata de um processo. Por isso, não é algo que se mude de modo repentino.

Em outras palavras, aumentar a segurança envolve construir um novo jeito de agir e de pensar. Nesse cenário, é preciso tempo e dedicação diariamente.

E aí? Que tal saber mais dicas sobre esse tema? Então leia também nosso post sobre o poder da moda e autoestima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *