Foto com foco em axila seca e saudável para evitar o suor excessivo

Suor excessivo nas axilas: o que fazer para amenizar?

Transpirar é um processo inerente ao organismo humano e serve para balancear a temperatura. Contudo, o suor excessivo nas axilas é algo que incômoda demais e ainda pode ser um sinal de alguma doença.

Além disso, o suor excessivo nas axilas interfere na nossa autoestima e no nosso bem-estar, não é mesmo?

Por essa razão, elaboramos neste post algumas dicas para controlar esse fenômeno. Assim, você vai passar a Primavera/Verão 2019/2020 livre desse transtorno. Quer saber mais? Então venha com a gente e acabe com o suor excessivo nas axilas!

Entenda quais são as causas

São inúmeros os fatores que podem desencadear o suor excessivo nas axilas. Isso inclui sobrepeso, menopausa, ingestão de medicamentos, problemas de saúde mental, como a ansiedade, entre outros.

Desse modo, ainda são razões desse mal distúrbios como o hipertireoidismo, alterações neurológicas e motivos completamente desconhecidos pela medicina.

Infelizmente, essa manifestação também pode ser provocada por agentes externos: o calor do dia, a prática de exercícios e o consumo de certos alimentos, como as comidas com muito tempero.

Conheça as técnicas de prevenção ao suor excessivo

Com a chegada do verão, o suor excessivo tende a atormentar bem mais, principalmente nas situações da carreira, concorda? Afinal de contas, com a correria do dia a dia, qualquer um transpira em maior quantidade.

Por essa razão, participar de uma reunião ou mesmo de uma apresentação pode se tornar um pesadelo com as axilas gotejando sem parar. Ninguém merece!

Nesse sentido, desodorantes e antitranspirantes são ótimos para aliviar essas manifestações. Porém, dá para fazer outras coisas, como usar uma maquiagem de verão mais leve para não obstruir os poros. Roupas naturais e o controle da ansiedade também ajudam. Nesse cenário, confira mais dicas para afastar esses episódios!

Esfoliação

O suor excessivo aumenta quando os poros ficam bloqueados. Isso acontece porque a transpiração não tem como ser drenada de forma eficiente.

Como consequência, algumas partes do corpo vertem o suor mais do que outras para equilibrar a temperatura. Assim, faça esfoliações na pele de vez em quando para evitar que isso aconteça.

Depilação

Os pelos favorecem o surgimento da sudorese. Por isso, mantenha suas axilas raspadas ou depiladas. Desse modo, os pelos não vão acumular e estimular a sua transpiração.

Controle do estresse

Situações emocionais influenciam na ocorrência de suor excessivo. Diante disso, tente combater a ansiedade com uma caminhada diária, uma boa noite de sono ou até mesmo uma meditação de 5 minutos.

Caso você perceba que não consegue controlar o pensamento ansioso sozinha, peça ajuda de psicólogos sem nenhuma vergonha!

Camisa contra o suor

A tecnologia da indústria cosmética não é a única eficaz nessas circunstâncias. Isso porque o setor têxtil também está bastante avançado. Desse modo, o suor excessivo pode ser combatido com camisetas internas especiais. Assim, elas absorvem o líquido e evitam as manchas na roupa de fora.

Banhos mornos

Outra medida que diminui o suor excessivo é tomar banho com água morna, e não quente demais. Quando a água do chuveiro fica em uma temperatura muito alta, ao sair do banho, seu corpo vai suar em um volume muito maior.

Produtos de qualidade

Hoje em dia, há muitas alternativas de antitranspirantes que suavizam a sudorese, reduzindo o volume do gotejamento. Além disso, esses cosméticos também ajudam no combate ao mau cheiro. Porém, compre apenas itens de marcas confiáveis e de lojas com reputação positiva nesse mercado.

Moderação no café e no álcool

O suor excessivo nas axilas pode ser agravado pelo álcool e pelo café. Isso acontece porque tais bebidas aceleram os batimentos cardíacos, elevam a temperatura e aumentam a pressão. Ou seja, você acaba suando mais.

Descubra as opções de tratamentos médicos

Se você fizer tudo isso e nada adiantar, pode ser alguma doença, como já dissemos no início deste post. Assim, procure um dermatologista para fazer o diagnóstico do seu suor excessivo.

Para a hiperidrose axilar, o médico pode prescrever anticolinérgicos. Essas substâncias “secam” as glândulas sudoríparas. Contudo, esse tipo de tratamento realmente precisa do acompanhamento do especialista. Afinal, existem efeitos colaterais que ainda não são muito conhecidos.

Além dessa solução, outra alternativa é a aplicação de Botox — toxina botulínica, já que Botox é uma marca —, técnica que tem se mostrado bastante eficiente. Mais uma opção, esta para casos mais graves, é uma intervenção cirúrgica. Desse modo, os médicos fazem uma Simpatectomia Torácica por Videotoracoscopia, operação que bloqueia a transmissão dos nervos que emitem o suor excessivo.

Como você já deve ter notado, não faltam opções para acabar com o desgastante suor excessivo nas axilas. Assim, com as medidas de prevenção e os tratamentos, certamente você vai se livrar desse terrível transtorno.

Mas não se esqueça de focar também nas causas! Por isso, que tal saber mais um pouquinho sobre os fatores emocionais do suor excessivo? É fácil: leia também nosso post sobre o que é a ansiedade!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.